quarta-feira, 6 de abril de 2011

Um Novo Mundo



A luz pouco a pouco se perde na escuridão
As fronteiras entre sonho e realidade desaparecem
Você está mergulhando profundamente em si mesmo
Em um árduo caminho entre suas emoções e falsas impressões

Imagens e palavras começam a fluir livremente
A ferida causada pelo seu egoísmo ingênuo está cicatrizando
A vida parece renascer dentro de você
E você já não se sente alienado em um mundo sem sentido

O céu começa a ganhar um novo tom de azul
A natureza lhe convida a conhecer um novo mundo
Um mundo onde não há anjos nem deuses
E nem mesmo um inferno abaixo dos seus pés

Você pode ver uma beleza que antes não conseguia
Cada detalhe se tornou mais vivo
Você não precisa de nada sobrenatural
Pois faz parte de uma natureza fabulosa e cheia de vida

Os erros e os medos ficaram para trás
A mentira e a ingenuidade já não lhe satisfazem mais
Você não precisa mais disfarçar os seus desejos
Ninguém pode lhe impedir de lutar para vencer

Você é incapaz de conhecer o mundo sem conhecer a si mesmo
E agora tudo parece fazer sentido
Você é quem cria sentido para sua vida
Você é quem cria a pessoa que você é

Sem diferenças não há beleza e sem respeito não há vida
Você nunca esteve tão certo do que é felicidade
De agora em diante viverá pelo hoje e pelo que te faz feliz
Há um longo caminho até o topo e você não pode mais perder tempo


Escrito por Willian Vailate

10 comentários:

  1. São palavras pra refletir..
    Muito bom...
    To te seguindo
    Até mais!!!

    http://dedeaninha.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. Muito bom teu blog, cara ^^

    Boa iniciativa para quem for bilingue ou poliglota.
    Vou seguir-te, se puder siga-me também

    http://antes-de-mais-nada.blogspot.com

    Obs: Não precisa colocar toda essa descrição para quem for comentar, satura muito o blog :/

    ResponderExcluir
  3. A frase mais interessante do poema é a que faz alusão ao auto-conhecimento. Só assim existe mesmo a possibilidade de mudar algo no mundo; mudando primeiro em si mesmo. Abraço

    ResponderExcluir
  4. Gostei, cara. =)

    http://boomnaweb.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  5. "Você é quem cria sentido para sua vida
    Você é quem cria a pessoa que você é..."

    Brilhante... e o lance de estar em duas línguas, me lembra a antologia bilingue de José Jeronymo Rivera, só que Rivera apenas traduziu poemas clássicos da língua francesa para o português, apenas um mediador. Mas tu foi além, brilhante!

    ResponderExcluir
  6. Perfeito!!!
    Tudo isso é vida e, de certa forma, depende somente da ênfase que cada um dá a ela.
    Muito bonito teu texto e a forma como você direciona a reflexão dos leitores.

    ResponderExcluir
  7. Gostei da experiência que esse poema propõe e relata ao mesmo tempo. Isso me faz lembrar um texto que escrevi, mas ainda não publiquei, em que digo que mesmo que voltemos ao ponto original não será como antes pois não seremos mais os mesmos. Quando renascemos, ocorre exatamente o mesmo, a vida muda.

    ResponderExcluir
  8. Blog simpático, carismático e muito espontâneo, nota 10...Impecável nas palavras...Muito criativo e com um romance pela vida Incrivel..Ja me tornei seu seguidor...Me retribua, siga o meu Petit:

    http://wwwpetitfashion.blogspot.com/

    Bjãoo
    Frost

    ResponderExcluir

O autor deste blog reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica ou invasão de privacidade pessoal / familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.